Sobre         Apresentação         Filmes         Oficina de Críticas Urgentes         Equipe         Contato

Oficina de Críticas Urgentes

com Carol Almeida

A constituição do cinema enquanto arte e linguagem própria sempre esteve aliada a um pensamento crítico que legitimou as premissas e fronteiras do que vem a ser o cinema – e no encalço disso as definições do que seria um cinema ‘mais cinema’ que ‘outros cinemas’. Pensando na crítica hoje como um lugar que pode e deve discutir quais os arranjos subjetivos com os quais tradicionalmente os textos críticos se firmaram, a proposta da oficina é não apenas despertar um olhar mais atento, ativo e implicado em relação aos filmes, como também entender o que a definição do olhar cinematográfico nos revela estética-politicamente. A partir de cinco encontros com debates e trocas, tópicos como a suposta universalidade do lugar da crítica, a importância e as armadilhas do discurso da representação e representatividade, estéticas híbridas, imagens intolerantes/abjetas, imaginários dominados e o próprio modelo convencional do que deveria ser um texto crítico, a oficina tem como proposta motivar a vontade de produzir pensamento e texto crítico sobre cinema – bem como revisão do que vem a ser um texto crítico.

Sobre a facilitadora // Doutora no programa de pós-graduação em Comunicação na UFPE, com pesquisa centrada no cinema contemporâneo brasileiro. Faz parte da equipe curatorial do Festival Olhar de Cinema/Curitiba desde 2017 e já participou da curadoria do Recifest e da Mostra Sesc de Cinema. Dá oficinas sobre crítica de cinema, curadoria, cinema brasileiro contemporâneo e representação de mulheres no cinema. Integrou júris de festivais como Tiradentes, Mostra de São Paulo, FestCurtas BH, Janela de Cinema e Animage. Escreve sobre cinema no blog foradequadro.com